| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O Pão
Desde: 13/05/2002      Publicadas: 148      Atualização: 07/07/2004

Capa |  AGENDA  |  HEPATITES VIRAIS  |  LEGISLAÇÃO  |  PREVENÇÃO  |  TRANSPLANTE  |  TRATAMENTO


 PREVENÇÃO

  06/04/2003
  0 comentário(s)


Os Riscos de Fazer Piercings e Tatuagens

O uso tanto de tatuagens quanto de piercings tem seu preço. A pessoa se expõe a riscos de contaminação por bactérias que causam infecções como impetigo ou por vírus que causam doenças como a hepatite, a Aids, a sífilis e muitas outras.

Introdução

Não existe um perfil definido ou uma justificativa para o uso de tatuagens e piercings. O que se sabe é que esses dois adornos do corpo conquistam a simpatia de um número crescente de pessoas, transformando-se, muitas vezes, na marca registrada de quem os usa. A atitude de tatuar o corpo ou de espalhar brincos em partes não convencionais pode até revelar uma personalidade destacada com um toque de rebeldia, determinação e jovialidade e, talvez , seja buscando isso mesmo que cada vez mais pessoas estão aderindo.

Segundo a psicóloga Sônia Cury, o fato de tatuar o corpo pode significar o desejo de traduzir alguma coisa que a pessoa não sabe expressar em palavras, um desejo oculto. Entretanto, essa também pode ser uma atitude sem segundas intenções, ditada apenas pelo modismo ou por um apelo estético.
O mesmo acontece com o uso do piercing. "É como escolher um corte de cabelo, ou decidir usar roupas de determinado estilo. Para a maioria das pessoas não há um significado expresso no ato de fazer piercing ou tatuagem", explica.

Sônia acredita que o desejo de protestar ou simplesmente de se mostrar rebelde usando piercing ou tatuagem não se justifica mais dentro da sociedade permissiva em que vivemos. "O uso já está banalizado e as pessoas não precisam mais disso para provar coisa alguma", completa.

Problemas mais Comuns

Modismo ou não, o uso tanto de tatuagens quanto de piercings tem seu preço. A pessoa se expõe a riscos de contaminação por bactérias que causam infecções como impetigo ou por vírus que causam doenças como a hepatite, a Aids, a sífilis e muitas outras. Segundo o dermatologista Antônio Carlos Martins Guedes, professor da Universidade Federal de Minas Gerais, o único caso registrado, no mundo, de lepra transmitido por objeto aconteceu durante um processo de tatuagem. A contaminação acontece porque os procedimentos nem sempre são realizados em boas condições de higiene. Em muitos casos, agulhas são reutilizadas e, como há sangramento da região que vai ser trabalhada, até o dedo ou algodão utilizado para estancar o sangue pode transmitir doenças.

Também podem surgir reações alérgicas e cicatrizes indesejáveis como as queloideanas. E se a pessoa tem algum tipo de doenças dermatológica, como psoríase, líquen plano, vitiligo e verrugas, estas podem aparecer nos locais do trauma, como explica a dermatologista Maria Antonieta Rios Scherrer. Segundo ela, a tatuagem também pode provocar um tipo de reação inflamatória, chamada granuloma, ocasionada pela presença de corpos estranhos que penetram na pele durante o ato de tatuar, ou pelo próprio pigmento introduzido.

Escolha Deve ser Consciente

Não existem locais no corpo mais seguros para piercing ou tatuagens. A cicatrização em mucosas, em geral, é mais fácil e sem marcas. Entretanto, permanece o risco das infecções.

Se a pessoa decide mesmo realizar o procedimento, a escolha do profissional e da clínica deve ser consciente. Segundo o doutor Guedes devem ser evitados locais que não tenham o selo de qualidade da Secretaria de Saúde. Esse documento é a garantia de que o estabelecimento segue as condutas mínimas de higiene recomendadas.

A escolha do profissional também é muito importante. "O resultado imediato, tanto de piercings como de tatuagens é sempre muito bom. Entretanto, a médio e longo prazo podem aparecer problemas e o profissional deve deixar isso muito claro para quem se dispõe a realizar um desses dois procedimentos", avalia.
Ele também ressalta que, no caso das chamadas "maquiagens permanentes", feitas especialmente nos olhos ou nos lábios, o cuidado deve ser ainda maior porque as chances de reversão são ainda menores que em outros tipos de tatuagens. Isso sem falar que o risco de doenças é maior devido à sensibilidade das regiões onde são feitas.

A doutora Maria Antonieta também recomenda que se escolha profissional e clínica capacitados, qualquer que seja o procedimento. Ela lembra que a idéia de fazer piercing ou tatuagem deve ser rejeitada se a pessoa tem alguma doença dermatológica como psoríase e verrugas viróticas ou doenças sistêmicas como diabetes. "O ideal é se aconselhar com um dermatologista antes de encarar o procedimento", orienta.

Marcas para Sempre

Tatuar o corpo significa introduzir pigmentos na derme. Quando isso acontece, a presença desse corpo estranho (o pigmento) é logo sentida pelo organismo. Daí o organismo tende a expulsá-la e o resultado é que, em vez de tatuagem, o que fica é uma cicatriz. Segundo o doutor Guedes, não existe tratamento 100% eficaz para a remoção de tatuagens quando se deseja ou necessita retirá-las. "As marcas permanecem sempre, mesmo quando é o organismo quem as rejeita", ressalta.

De acordo com Maria Antonieta, as marcas de piercing, em geral, também são irreversíveis. Para corrigi-las são necessários pequenos procedimentos cirúrgicos.

Os dois profissionais afirmam que para retirar as tatuagens são necessários métodos de abrasão (pequenas cirurgias) ou laser. Entretanto, a resposta depende da cor dos pigmentos da tatuagem e do processo utilizado para fazê-la. "Em geral, sempre fica alguma seqüela como cicatriz ou mancha", lembra a dermatologista. "Alem do mais, as cirurgias são caras e demandam equipamentos específicos, muitas vezes não disponíveis", completa.

O doutor Guedes lembra que não existe método que possa ser considerado mais ou menos eficaz. "O resultado vai depender da característica do paciente. Cada caso deve ser estudado com cuidado e o profissional que realizará o procedimento irá decidir qual o melhor caminho de recomposição da pele".



  Mais notícias da seção GERAL no caderno PREVENÇÃO
23/06/2004 - GERAL - Estado de saúde do cérebro estaria condicionado à função do fígado.
23/06/2004 - 11h27 - Espanhóis descobrem hormônio do fígado que beneficia o cérebro - Madri, 23 jun (EFE).- Uma equipe de pesquisadores espanhóis identificou um hormônio no fígado que é o responsável pela formação de vasos sangüíneos no cérebro adulto, o que ajuda a compreender por que o exercício físico beneficia o cérebro, explicou um dos autores...
10/06/2004 - GERAL - OMS alerta sobre difícil acesso a transfusões em países pobres.
Site uol.com.br - 09.06.2004 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse hoje, quarta-feira, em Genebra, que 82 por cento da população mundial, que vive nos países em desenvolvimento, não tem acesso regular e seguro às transfusões de sangue. No lançamento do Dia Mundial de Doadores de Sangue, que a partir deste ano será lembrado em 14 de junho, es...
03/06/2004 - GERAL - Doenças hepáticas são segunda causa de morte em homens de 35 a 59 anos.
03/06/2004 - 10h51 - da Folha Online - As doenças hepáticas são a segunda causa de mortes em homens de 35 a 59 anos no Estado de São Paulo. A conclusão é de um estudo divulgado nesta quinta-feira pela Fundação Seade, ligada ao governo do Estado. ...
20/05/2004 - GERAL - Desdentados e deprimidos
Toni Marques e Letícia Lins - Aos 24 anos de idade, Aelson da Silva, o Kiko, já perdeu sete dentes. Caminha para se tornar um desdentado, mais um dos 24,5 milhões de brasileiros que não têm mais um dente sequer. Isso representa 14,4% da população do país, segundo pesquisa financiada pela Organização Mundial de Saúde e realizada pela Fundação Oswald...
19/05/2004 - GERAL - ONGs acusam indústria alimentícia de ter debilitado estratégia contra obesidade.
19/05/2004 - 13h15 - Genebra, 19 mai (EFE).- Organizações não-governamentais acusaram hoje, quarta-feira, a indústria alimentícia de ter debilitado, durante as negociações, o conteúdo da estratégia mundial contra a obesidade que é debatido na Assembléia Mundial da Saúde, realizada em Genebra. ...
17/05/2004 - GERAL - Consultórios dentários são focos de contaminação.
Rio de janeiro, sexta-feira, 12 de março de 2004 - Consultórios de dentistas são focos de transmissão de doenças como hepatite B e C, caxumba, HPV, HIV e até herpes genital. O alerta é da biomédica Lusiane Camilo Borges, especialista em biossegurança e controle de infecção hospitalar. ...
02/05/2004 - GERAL - NIDA - TRATAMENTO PARA PROBLEMAS COM DROGAS: TREZE PRINCÍPIOS A SEREM OBSERVADOS.
Como saber se um tratamento para pessoas que têm problemas com drogas é de boa qualidade? TRATAMENTO PARA PROBLEMAS COM DROGAS: TREZE PRINCÍPIOS A SEREM OBSERVADOS. ...
20/04/2004 - GERAL - Efeitos negativos do álcool superam benefícios
20/04/2004 - 14h21 - da France Presse, em Wiesbaden (Alemanha) - Os efeitos negativos do consumo de álcool superam amplamente os positivos, afirmaram nesta terça-feira vários pesquisadores que participam do Congresso de Médicos Generalistas da Alemanha. Um paciente com hepatite C não deve beber sequer uma gota, mas uma pessoa saudável pode ingerir ...
16/02/2004 - GERAL - Diabéticos correm mais risco de desenvolver câncer no fígado
16/02/2004 - 12h59 - da Folha Online - Com informações da Agência Fapesp - Os diabéticos têm um risco 100% maior de desenvolver câncer e outras doenças crônicas no fígado, sugere uma pesquisa publicada na edição deste mês da revista da Sociedade Americana de Gastroenterologia. ...



Capa |  AGENDA  |  HEPATITES VIRAIS  |  LEGISLAÇÃO  |  PREVENÇÃO  |  TRANSPLANTE  |  TRATAMENTO