| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O Pão
Desde: 13/05/2002      Publicadas: 148      Atualização: 07/07/2004

Capa |  AGENDA  |  HEPATITES VIRAIS  |  LEGISLAÇÃO  |  PREVENÇÃO  |  TRANSPLANTE  |  TRATAMENTO


 PREVENÇÃO

  29/04/2004
  0 comentário(s)


Transmissão sexual e intrafamiliar do vírus da hepatite C.

No dia 27 de abril, em Santos, no auditório da UNIMED, foi realizada palestra pela Dra. Norma de Paula Cavalheiro, biomédica, sobre a sua tese de doutorado, apresentada à Faculdade do Medicina da USP, tendo como orientador o Prof. Dr. Antonio AlciBarone. ABORDAGEM SOBRE UMA DAS DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE A TRANSMISSÃO DO VÍRUS DA HEPATITE C. O tema do evento, causou grande interesse ao público, que lotou o auditório de 150 pessoas, pois essa forma de transmissão se consiste em uma das maiores dúvidas entre os segmentos da sociedade envolvidos com a patologia. Portadores e seus familiares, médicos, dentistas, enfermeiros, estudantes e funcionários da saúde de municípios vizinhos integraram a platéia, que teve como mediador o Dr. Evaldo Satanislau de Araújo, infectologista.

Nova pagina 1
Santos, 29 de Abril de 2004.

 
Nosso Site http://www.grupoesperanca.org.br
Nosso Email

grupoesperanca@hotmail.com

     Cnpj 03 966 089/0001-33   Utilidade Pública Municipal Lei 2096/03

 
 
 
ABORDAGEM SOBRE UMA DAS DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE A TRANSMISSÃO DO VÍRUS DA HEPATITE C
 
 
No dia 27 de abril, em Santos, no auditório da UNIMED, foi realizada palestra pela Dra. Norma de Paula Cavalheiro, biomédica, sobre a sua tese de doutorado, apresentada à Faculdade do Medicina da USP, tendo como orientador o Prof. Dr. Antonio AlciBarone.
 
O tema do evento, causou grande interesse ao público, que lotou o auditório de 150 pessoas, pois essa forma de transmissão se consiste em uma das maiores dúvidas entre os segmentos da sociedade envolvidos com a patologia. Portadores e seus familiares, médicos, dentistas, enfermeiros, estudantes e funcionários da saúde de municípios vizinhos integraram a platéia, que teve como mediador o Dr. Evaldo Satanislau de Araújo, infectologista.
 
 
Hoje, muito se tem falado na comunidade científica sobre a transmissão do vírus da Hepatite C (VHC) dentro de casa e os pacientes que tem hepatite C muitas vezes questionam se podem transmitir a infecção para seus parceiros sexuais e
se existe a hipótese de terem adquirido o vírus da hepatite C através de relações sexuais.
 
Ao se avaliar as possibilidades de transmissão sexual do VHC, na verdade outro problema emergiu: A transmissão intrafamiliar do VHC, ou seja, notou-se que o compartilhamento de utensílios de higiene pessoal, como escova de dente, lâmina de barbear, cortador de unhas e alicate de manicure apresentaram índices muito elevados e entre os casais  avaliados; verificou-se que mais da metade dessas pessoas assumiram o uso comum destes instrumentos.
 
 
O mais curioso é que para muitos casais um cônjuge não sabia que o outro também usava sua escova de dente ou sua lâmina de barbear. Esse fato na verdade é um alerta para quem atende pacientes portadores do VHC. Muitas vezes os pacientes têm consciência do problema e não dividem seus utensílios, mas a esposa ou esposo não tem o mesmo cuidado. Assim, ambos devem ser esclarecidos sobre os riscos e também devem ser alertados outros moradores do mesmo domicílio, por exemplo adolescentes que inocentemente podem compartilhar lâminas de barbear para depilação das pernas ou para fazer a barba.
 
Nesse trabalho foram avaliados os tipos virais e também foi feita a análise filogenética das seqüências dos VHC, ou seja, as seqüências genômicas dos vírus foram comparadas para se avaliar o quão igual eram entre os casais que foram estudados. Participaram 24 casais, onde marido e mulher apresentavam a infecção;  pudemos ver que para 22 deles os vírus, entre cada casal, se mostraram praticamente iguais. Foi notada uma média de 98,3% de igualdade entre os vírus que infectavam cada um destes casais.
 
 
Nos resultados deste estudo, as informações virológicas deram suporte a hipótese de transmissão do VHC entre os casais, ou seja, pode-se supor que um cônjuge tenha passado a infecção para o outro, pode-se também pensar que houve uma
fonte comum de infecção. Porém fica difícil afirmar se a transmissão do vírus foi por via sexual. As informações do questionário epidemiológico onde os pacientes responderam questões sobre o comportamento sexual e intrafamiliar somaram valiosos questionamentos, que completaram o estudo virológico e notou-se que entre esses casais muitos compartilharam um ou mais dos utensílios de higiene pessoal e a hepatite C pode ter sido transmitida quando se usava a
mesma escova de dente ou o mesmo barbeador. Sendo assim, o compartilhamento entre os casais de seus utensílios foi considerado como um fator de confusão quando se discute a transmissão sexual do VHC.
Estudos para melhor entender as diferentes formas de se transmitir o VHC devem continuar em todo mundo e a transmissão sexual e intrafamiliar com certeza são alvo de muitos questionamentos e precisam ser melhor entendidas para que possam evitar a propagação de novos casos da doença.
 
 
Onze casais filiados do Grupo Esperança participaram do estudo, e a entidade recebeu os agradecimentos da pesquisadora, que entregou um exemplar da tese para o acervo da entidade.
 
Jeová Pessin Fragoso
Presidente do Grupo Esperança
Pela Diretoria e Corpo de Voluntários
 



  Mais notícias da seção HEPATITE C no caderno PREVENÇÃO
18/05/2004 - HEPATITE C - ONG realiza evento para informar sobre hepatite C.
ONG realiza evento para informar sobre hepatite C A população poderá esclarecer dúvidas sobre formas de contaminação da doença que atinge 200 mil baianos - Andreia Santana - ...
16/05/2004 - HEPATITE C - Hepatite C - a epidemia oculta
MOVIMENTO PARA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA HEPATITE C - 16 a 22 de maio de 2004. ...
01/10/2002 - HEPATITE C - Cientistas localizam vírus da hepatite C no suor.
Terça-feira, 01 de Outubro de 2002 - Folha de São Paulo - Ciência - Cientistas espanhóis conseguiram demonstrar, pela primeira vez, que o vírus da hepatite C pode estar presente na pele e nas glândulas sudoríparas e ser emitido para o exterior pelo suor. ...
01/05/2004 - HEPATITE C - Médicos lançam aviso sobre o dobrar dos sinos da epidemia silenciosa na hepatite C
Especialistas hospitalares criticaram o governo Britânico a 31 de Dezembro por não agir para diminuir a disseminação da hepatite C, que as entidades oficiais ter infectado 200,000 pessoas no Reino-Unido – quarto vezes mais que o VIH – e infecta mais de 100 novas pessoas todas as semanas. É a principal causa de transplantes hepáticos e prevê-se que ...
01/04/2004 - HEPATITE C - Especialistas afirmam que epidemia de hepatite C é um desafio
16h15 - 05/02/2004 Bruxelas, 5 fev (EFE).- A hepatite C é uma "epidemia silenciosa e um dos principais desafios para os sistemas de saúde pública", segundo o Observatório Europeu das Drogas e da Toxicodependência (OEDT). ...



Capa |  AGENDA  |  HEPATITES VIRAIS  |  LEGISLAÇÃO  |  PREVENÇÃO  |  TRANSPLANTE  |  TRATAMENTO